VAMOS NOS UNIR PELA VIDA. ATÉ PRA PODER BRIGAR DEPOIS

EU, EDMAR, A GENTE TEM QUE FICAR VIVO PRA BRIGAR DEPOIS

Nessa troca de ministros que fortaleceu a posição da necropolítica de Bolsonaro, diversas manifestações de carreatas aconteceram para reforçar a postura do “mito” de bolsonarianos-raiz em várias capitais. Carreatas cuidadosas, cada um em seu carro, com máscaras e álcool e gel, querendo que o trabalhador arrisque sua vida pelo capital.

Curiosa e cínica manifestação: os que “se acham” empresários, patrões, vão a uma passeata contra o isolamento social com todos os cuidados contra o vírus. Eles querem a morte do empregado, aquele que lhes dão o lucro. Afinal, com o desemprego, na morte de um aparecerão outros muitos para ocupar a vaga. Uma manifestação contra a vida e a favor da morte do outro, que não lhe é igual, mas apenas um motivo para mover a economia. Um fascismo tupiniquim desnudo de qualquer disfarce que o amenize.

Por certo esse fascismo, que estava envergonhado no armário, foi liberado na eleição passada pelo ódio a um comunismo inexistente e produziu Bolsonaro – a quem tratam como “mito”. O fascismo, desorganizado dentro de cada um deles, necessita de uma liderança que exerça a fascinação e a organização da horda. Bolsonaro nem é tão competente assim, mas na falta de outro melhor exerce o papel aos trancos e barrancos. E assim ele basta para os fascistas fazerem carreatas, rezarem de joelhos contra o vírus, xingarem de comunista até o Dória.

É preciso barrar essa liderança destrutiva. E urgente, porque estamos em meio a uma epidemia que, mesmo com cuidados, está sendo difícil controlar, nem podemos imaginar o caos com descontrole total. O número de mortos vai saturar a possível resposta dos serviços de saúde e um alienista no cargo de ministro da saúde não terá como exercer o papel de integrador das várias partes do Sistema Único de Saúde nas suas redes federal, estadual e municipal. Com cada ente federado agindo de forma independente e autônoma o caos será muito maior.

Portanto não é uma urgência política, mas sanitária. É preciso tirar esse líder destrutivo do seu papel. Não uma questão de esquerda e direita, mas juntar os que são pela vida contra os que querem a morte. É preciso interromper o fascínio pela morte para que possamos ficar vivos.

Precisamos formar uma frente pela vida independente da cor ideológica. É preciso construir a possibilidade de manutenção da vida. É preciso quebrar a liderança do fascismo para que a doença em pandemia, associada à necropolítica, não extermine boa parte da nação, inclusive ceife vidas até dos que defendem a morte.

É preciso estar vivos, para que possamos brigar depois. A briga de agora deve juntar os que são a favor da vida para combater o desejo de morte do fascismo. A pandemia nos ataca e não teremos chances com Bolsonaro na presidência.

 

3 comentários em “VAMOS NOS UNIR PELA VIDA. ATÉ PRA PODER BRIGAR DEPOIS

  1. Totalmente de acordo! A hora não é de maïs-maïs, nem de mas-mas! E de ação contra a política da morte e da insanidade governamental. A gente combate quem quer o fim de tudo e depois, quando nossa briga estiver novamente assegurada, voltamos a brigar, pois agora temos que brigar juntos é contra quem quer acabar com todas as brigas e reinar no cemitério de vassalos – sejam os que ainda respirarem e grunhirem, sejam os já sem vida até mesmo biológica.

    Curtir

  2. Concordo integralmente. Um ano atrás, no site Congresso em Foco, publiquei artigo defendendo a conversão de Bolsonaro em “Rainha da Inglaterra”, pela adoção de um parlamentarismo branco. Será a única saída neste momento. Não vejo condições para um impeachment. Como também não vejo para um golpe. Mas que é preciso isolar Bolsonaro é urgente. E que ninguém se iluda: ele está forte! Basta ver as últimas pesquisas. E é isso o que mais preocupa!

    Curtir

  3. Belo artigo. Honrado em tê-lo ilustrado. Nós, idosos unidos, jamais seremos derrotados pelo nazibozo. Agora, pelo Covid, eu já não sei. Mas duma coisa eu sei: tire esse bozo do caminho, que eu quero cuidar da minha vida. O sol há de brilhar mais uma vez.

    Curtir

Deixe uma resposta para PAULO JOSÉ ARAUJO DA CUNHA CUNHA Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s