OPOSIÇÃO ATARANTADA

patria armada

Nem bem completou uma semana, o governo eleito fabricou tantos absurdos que deixou a oposição sem entender ainda o que de fato está acontecendo.

No campo dos costumes, uma série de declarações patéticas e anacrônicas nos mergulhou num conservadorismo inimaginável. Desde a menina vestida de rosa que subiu num pé de goiaba pra ver Jesus de túnica branca e azul até a retirada de material de prevenção da AIDS, com a inacreditável declaração do Ministro da Saúde de que o assunto é de cunho moral e não de sua pasta. Se não for contido, no afã de agradar o chefe e suas declarações estapafúrdias, pode suspender o caríssimo tratamento da enfermidade, hoje bancado pelo estado, para cometer um genocídio numa epidemia que está sob controle, mas pode desandar. A comemoração patética “o Brasil mudou, meninos vestem azul, meninas vestem rosa” mostra uma tolice com consequências gravíssimas no campo dos costumes. Atingem em cheio os direitos sociais de afirmação identitária que pareciam consolidados no progresso civilizatório. Voltamos à idade média.

No terreno pantanoso dos direitos constitucionais dos povos indígenas e na luta dos sem terra contra o latifúndio e dos sem teto contra políticas habitacionais, os órgãos governamentais de proteção foram entregues a ministérios antagônicos a seus interesses, quase uma autorização para um massacre que se anuncia. Terras indígenas já foram invadidas por madeireiros, antes da primeira semana do governo, e as primeiras vítimas fatais já são contabilizadas sob o olhar estupefato da oposição atônita.

No campo microeconômico o salário mínimo proposto no orçamento anterior foi rebaixado, retiram-se a insalubridade e periculosidade dos trabalhadores, determinou-se uma operação pente-fino nos benefícios dos mais humildes, retiraram-se os subsídios da Caixa para o financiamento da casa própria, além da ameaça absurda de retirar o 13° salário e férias remuneradas. No macro, corre solta a proposta de uma ampla privatização de empresas nacionais; mudança na previdência para o modelo chileno (atotado no governo Pinochet) que hoje leva a suicídios velhos que não conseguem sobreviver com o engodo da previdência privada; uma lógica bancária que diminui a concorrência e aumenta assustadoramente os lucros. Não por acaso o guru da economia é da mesma escola dos Chicago’s Boys de Pinochet e pensa mergulhar na história para destruir a nossa soberania como nação.

Na educação, um colombiano adotado pela direita brasileira, promete o maior estrago na inteligência nacional. Desde só fornecer bolsas de estudos e liberar para pesquisas quem não for “comunista” (o viés ideológico está exposto aqui) até reformulação curricular e extinção de cursos universitários que, se efetivado com êxito, destruirá a educação pública. Certamente a alteração curricular prometida para a psicologia excomungará Freud e tentará ensinar o absurdo conceitual de “cura gay”. O adotado promete disciplina militar e declara que o movimento de 64 não foi uma ditadura. Talvez queira mostrar a sua. Aqui, com sinceridade, espero uma resistência digna de nossa memória estudantil.

Nas relações internacionais, um discípulo do picareta Olavo de Carvalho promete um estrago que, se não for contido por forças menos doentias desse próprio governo desastroso, será capaz de ter impacto econômico destrutivo. A prometida mudança da embaixada brasileira para Jerusalém em Israel pode provocar uma fratura econômica – para ficar no mínimo – com os árabes, nossos parceiros comerciais antigos. O atrelamento aos americanos e a lambedura dos sapatos de Trump, com o oferecimento de uma base americana no Brasil, pode ameaçar nossa soberania para sempre. Eles não costumam sair quando são convidados a entrar. E não se fazem mais militares de direita como antigamente. Aqueles eram nacionalistas (criaram Itaipu, Embraer e a ponte Rio-Niteroi, entre inúmeras obras faraônicas de cunho nacionalista). Hoje, os milicos neoliberais deixam vender nosso patrimônio. Será que engolirão essa ideia estapafúrdia da base militar americana? A conferir.

Por último temos uma montagem de um aparelho judiciário de segurança. Entregue a Moro, por serviços prestados à eleição de Bolsonaro, terá a missão de proteger os malfeitos do governo e encarcerar e botar fora-da-lei os inimigos. Até agora cumpre sua missão protetora, escondendo o Queiroz e perdoando – por confissões – os desvios escandalosos do primeiro escalão. Temo por sua missão punitiva aos adversários. Pode vir a enquadrar como terroristas movimentos sociais, colocar na ilegalidade partidos políticos e prender lideranças oposicionistas.

A esquerda, atarantada, constrói teorias, no que somos bons ficcionistas. Desde teorias conspiratórias – onde todos os nós se encaixam milimetricamente (o nunca ocorre na realidade); passado por teorias de “cortina de fumaça”, para desviar os olhos do inimigo neoliberal, enquanto Jesus sobe num pé de goiaba; até a ideia de que os diversos núcleos do governo dão cabeçadas e não se sustentarão por muito tempo.

Segundo disse o velho, já passou do tempo da explicação do que acontece. Precisamos transformar esses acontecimentos. Temos que organizar movimentos para nos defendermos do recuo das pautas identitárias, que quer nos jogar nas trevas da idade média. Precisamos garantir a Constituição na proteção do território indígena e defendermos o direito de reivindicação dos movimentos sociais. Precisamos divulgar o ataque micro e macro econômico para reacender as lutas sindicais. Precisamos de brigadas estudantis para defender o ataque conservador na educação. Precisamos mostrar ao mundo que nem toda população brasileira defende as loucuras de um chanceler que defende a literalidade do velho testamento. Nunca fomos fundamentalistas.

Precisamos sair da posição atarantada para ações consequentes de enfrentamento ao um governo que declara governar para os seus e não para todos os brasileiros.

________________

Desenho: 1000TON

 

7 comentários em “OPOSIÇÃO ATARANTADA

  1. Mais um texto muito bom , caro Edmar ! Mergulhando no seu “ Ouvindo Vozes “ e repetindo nosso Lima Barreto “ a literatura me dá o que eu peço a ela “, graças a Deus,… Assim eu aproveito este momento então para tentar ouvir outras vozes, como a sua …Problema : nossos loucos são coerentes com suas loucuras e estes caras que estão no poder são muito escrachados, nada criativos … A esquerda brasileira- ou as esquerdas- vai levar um tempo pra descobrir como vencer as hienas, acostumadas que estavam a lutar contra os velhos leopardos que tinham lá sua beleza … O Lampeduza já tratou disto séculos atrás. Espero que consigamos resistir à esta coisa anti- civilizatória que caiu da goiabeira…

    Curtir

  2. Obrigado pela clareza,e objetividade de sua análise. Teria sido importante uma palavra sobre a liberação do uso de arma de fogo, apoiado pelo neopentecostalismo católico de Pe. Paulo Ricardo e Cia…
    Se puder, queria uma análise sobre o apoio da classe médica ao B17. Estou estarrecido com a mentalidade destes profissionais e não consegui fazer uma releitura. Obrigado!

    Curtir

  3. mon cher,

    nada me assusta mais que o estado policial-jurídico-militar

    em que mergulhamos. como diria o saudoso armando

    falcão: o futuro a Deus pertence. nada mais a declarar.

    simplesmente estamos fodidos e mal pagos.

    nacifelias

    Curtir

  4. Estamos nas mãos de um “poder”. Lutas trabalhadoras, lutas estudantis sem ação…, Aos poucos se vão demais direitos . Para onde está caminhando a nossas constituição democrática ? Para o retrocesso?

    Curtir

  5. Ótimo texto. Essa pretensa reforma da previdencia pode e deve ser explicada nos mínimos detalhes à população . A luta e pela continuidade da existência de um programa de aposentadoria no país. Ate a turma que ve jesus na goiabeira vai entender.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s