LULA DEVE SER ESQUARTEJADO. SALGADO, SE POSSÍVEL.

 

lula preso

Precisa ser muito trouxa pra achar que Lula está preso pelos prováveis crimes que cometeu. Também é querer ser idiota achar que Lula não sabia do que ocorria no seu governo. Muito mais imbecil é achar que os crimes cometidos pelo PT são maiores do que os cometidos por tucanos e governistas golpistas de vários matizes, livres e soltos. Teria que ser retardado mental para concordar que o “agrado” com um apartamento mequetrefe – que nem se concretizou – ou uma “reforma” num sítio que tem dono para usufruto de um ex-presidente, provas inconsistentes contra Lula, são tão graves quanto malas de dinheiros pelas ruas, em apartamentos, contas no exterior, propinas de milhões com todos os envolvidos soltos, apesar de provas consistentes. O apartamento do Guarujá e o Sítio de Atibaia não seriam suficientes para manter um ex-presidente na cadeia, se esse ex-presidente não fosse Lula.

E por que então Lula está preso? Só para não concorrer a essas eleições é muito pouco. Embora as razões que vou tentar levantar não tolerariam essa ideia, ela não é suficiente para ser causa. Então o quê? Por quê?

Só consigo encontrar a razão na onda de conservadorismo que saiu do armário e a consequente liberação da mordaça que reprimia os nossos preconceitos, a nossa gênese escravagista, a composição colonial de nossa sociedade nunca superada, apesar de escondida e agora transformada em ódio. Mas era algo que precisava aparecer, nos colocar desnudos com nossos defeitos seculares.

A nossa elite é colonizadora europeia com sobrenomes que atestam publicamente essa linhagem de um sangue azul que atravessou o Atlântico. Mesmo os que chegaram derrotados, aqui se fizeram elite colonizadora que submeteu o gentio, o africano, o mestiço – que sempre foi filho bastardo dessa elite escravocrata colonialista. Mestiço agregado familiar, que também não entrava na casa grande e sempre foi desprezado e apesar dos maus tratos nunca se revoltou contra o pai (a não ser em condições excepcionais sendo sempre impiedosamente derrotado, quando não esquartejado).

E essa elite europeia (ou pretensamente, apenas dada a filiação nominal, muito comum nas apresentações de praxe) nunca deixou de tratar essa terra como uma colônia escravagista, onde o negro sempre conheceu seu lugar, o índio nunca teve direito a terra que lhes tomaram e o nordestino, o nortista, miscigenados pelo isolamento e habitando um Brasil de segunda categoria, sempre serviram para pedreiro, ajudante, marceneiro, nunca engenheiro; porteiro de prédio, nunca construtor; garçom, cozinheiro, nunca dono do botequim. As exceções são cantadas apenas para confirmar a regra.

Na nossa justiça pululam Dodge, Fux, Mello, Weber, Lewandowski, Tófffoli, etc, para ficar nos de agora, com nomes comuns promovidos pela meritocracia para julgar nativos, escravos e mestiços.

Os nossos presidentes sempre foram os representantes dessa elite em toda a nossa história. Recentemente temos um Temer, capacho de origem árabe das elites paulistas; mesmo Dilma, uma Roussef de origem búlgara que mudou de lado; um brilhante professor dos Jardins Paulista, denominado príncipe dos sociólogos; um nobre das Alterosas que herdou o governo de um Collor de Melo, fina flor do coronelismo nordestino, criado na metrópole paulista; um Ribamar que se fez Sir de um nobre britânico e inventou um Sarney que criou uma dinastia na sua capitania hereditária. Se olharmos para trás a perder de vista se conta Geisel, Médici, Vargas, Goulart, Dorneles, e também nomes comuns que entraram nas elites com muito estudo, “mérito”, dinheiro e poder. Nunca ninguém brasileiro comum, até que…

Esse, o grande problema. Um nordestino, migrante miserável, que não venceu por mérito nem tem diploma universitário, um operário, torneiro mecânico, que se impõe pela política para ser considerado um líder mundial do seu país. E mais, arrasta consigo alguns direitos dos negros, invade a universidade das elites pelas cotas de negros e indígenas, bota pobres nos aeroportos, deixa a empregada usar o perfume da madame e propõe direitos trabalhistas daquela que representava a lembrança escravista nas famílias da elite. Tenta transformar o nordeste em território brasileiro, deixando de ser uma terra de nacionais de segunda classe. Foi demais.

E aqui cabe uma confissão. Sou crítico da intempestiva decisão desse presidente nordestino de fazer a inclusão pelo consumo das classes desfavorecidas. Acho que, politicamente, não representou a necessária politização das massas e a efêmera melhoria foi um equívoco. Mas não estou aqui fazendo julgamento para qualquer análise política.

O que procuro entender é como essa elite não suportou um nordestino, sem diploma, com os erros grosseiros de concordância. Ele tem uma inteligência que um Bolsonaro não possui, mas esse é descendente de italianos com um avô soldado nazista da segunda guerra. O perigo nazista se dissipa quando o nome do colonizador volta ao poder. O Silva era um desagregador sem linhagem e um representante dos nativos de segunda classe. Insuportável para o colonizador.

O que estou tentando compreender são as razões de uma pena desproporcional à acusação, tendo ao largo tantos maiores criminosos impunes. Foi pela ousadia de sair da senzala à casa grande e levar consigo algumas ações intoleráveis para as elites. Foi uma afronta insuportável. Não foi a corrupção o que doeu, mas cenas simbólicas que atingiram o núcleo escravocrata e colonial de nossa elite de forma insuportável. Era preciso que fosse castigado de modo a não repetir a ousadia. Se possível esquartejado e salgado.

Não sendo possível, que o seu algoz só esteja contente em ser a justiça dessa colônia que ousou pensar ser nação algum dia.

___________________

desenho: 1000TON

 

9 comentários em “LULA DEVE SER ESQUARTEJADO. SALGADO, SE POSSÍVEL.

  1. Muito bom mesmo!
    Gostaria de ter escrito desse jeito . O pior é ver pessoas classe baixa , trabalhador , pequenos comerciantes acharem que são ricos e de uma classe que não lhes pertence e ainda religiosos , pobres serem guiados por líderes avarentos e ambiciosos , viveremos tempos sombrios

    Curtir

  2. Concordo… especialmente destaco a menção feita à “inclusão pelo consumo” .. a transição da era Lula deveria ter sido fortemente marcada pela “alfabetização POLÍTICA” do povo brasileiro… infeizmente não haverá outra oportunidade “pacifica” de enfrentamentos com as classes dominantes..

    Curtir

  3. Lula cometeu muito, muito, muito mais acertos do que erros, mas,não posso dizer que ele não errou. Ele errou, mas, não posso dizer que ele esteja preso pelos seus erros, ele está preso por seus acertos. Não quero jogar mais pedra na “Genny “, mas, a verdade é que temos uma enorme dificuldade de aprender com a História do Brasil, poi o que aconteceu com Lula já aconteceu antes. Esqueceram o que aconteceu com Pedrinho????? Pois é….. Não precisa ser Silva, mesmo um Bragança qdo contraria os militares e a Direita oligárquica…… dança. É isso….. E com STF e tudo. Mais um repeteco. Agora imagine …. Eles fizeram isso com Bragança imagine o que farão com mais um Silva??????

    Curtir

  4. Afastar Lula da eleição deste ano (2018) Foi uma razão mais que suficiente para justificar sua prisão. Graças a esse fato o boçal foi eleito. Tivesse Lula participado do pleito, hoje, o presidente eleito seria ele. Uma segunda razão para a manutenção de Lula na cadeia foi pavimentar o caminho do boçal ao poder. Lula preso ofereceu ao boçal um prato feito para sua campanha contra o PT. Para o boçal, Lula era um “presidiário corrupto e comunista”. Lula torpedeou a candidatura de Ciro Gomes (J Wagner propôs a chapa Ciro Haddad e Lula vetou). Outra coisa que discordo é limitar o problema de Lula ao triplex e o sítio. E o “pacto de sangue” de 300 milhões do Palocci? “É tudo mentira”? Me parece bastante verossímil. Quanto a onda de conservadorismo. O PT em si ajudou. Essa identidade comunistoide anacrônica adotada pelo partido ajudou a manutenção do anticomunismo igualmente anacrônico e rastaquera do boçal. Nunca me sai da cabeça a possibilidade do PT ser a materialização de um projeto de Golbery. O PT afinal sempre prestou bons serviços à direita. Prejudicou Brizola abrindo caminho para Collor prejudicou Darcy Ribeiro para ajudar Moreira Franco e finalmente prejudicou Ciro para facilitar a vida do boçal. Espero que Lula escreva uma autobiografia honesta como a de Rousseau. Ou que encontre um biografo com o zelo com que Elio Gaspari escreveu a história do golpe de 64. Quanto ao projeto emancipador dos pobres do PT, é de uma pobreza que não tem tamanho. Em resumo o PT permitiu aos ricos ganhar muito dinheiro e ofereceu as conhecidas migalhas aos pobres. Se o PT tivesse ajudado a desenvolver uma elite empresarial interessada em desenvolver o país, tudo bem. Se o Brasil se desenvolver por meio de um projeto de país capitalista, nós seremos um Japão tamanho gigante. Se for com um projeto comunista seremos maior do que a antiga União Soviética. Mas a que tipo de empresários o PT deu força? açougueiro, pedreiro e agiota (Friboi, Odebrecht e Bancos). Com esses “campeões nacionais” o Brasil não vai a lugar nenhum. O PT deu força ainda a empresários que exploram o ensino superior privado. O Brasil precisa avançar nas fronteiras do conhecimento: biotecnologia, redes tecnológicas,robótica, inteligência artificial, etc. Resumindo o PT deve ao povo brasileiro uma radical autocrítica que o habilite a voltar ao poder. Ou caso se confirme que tratava-se de um projeto de Golbery. Que vá para a lata de lixo da história.

    Curtir

  5. Nada sofre o aniquilamento…
    Estamos vivendo um estágio inferior material e moralmente… Independentemente do Troféu Escolhido nessa era. Mas vamos alcançar um estilo de vida mais elevado. Ai vem o período de transformação. Mudar-se-a a história em um plano de regeneração civilizatória. Assim creio.
    Parabéns pelo texto fundamentado mesmo dominante e apesar de alguns julgamentos…

    Curtir

  6. Edmar, quanto mais perto de uma verdade, ainda que o caminho possa ser mais difícil, mais perto estaremos de encontrar saída para os impasses; apesar de toda apreensão em relação ao que está acontecendo e ao tempo que isto irá durar, fico otimista sobre os desdobramenetos desta verdade revelada nesta passagem das últimas eleições: a dialética senzala/casa grande (expressão insistentemente apontada por Mino Carta) não foi superada e não devemos continuar vivendo, enquanto povo, desconsiderando esta verdade. Parabéns pela clareza da formalização que você nos apresenta.

    Curtir

  7. Gostei muito de tudo que li e que gostaria que fosse lido por muitos……..analise clara e ben fundamentada!!
    Gostaria de receber seus posts!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s