A ESPADA DE DÂMOCLES SOBRE NÓS

a espada de dâmocles

Cada dia me convenço mais que entramos numa aventura de graves consequências aceitando participar de uma eleição plebiscitária em uma sociedade dividida entre o petismo e o fascismo. A percepção que houve um golpe de estado não foi suficiente para engendrar estratégias diferentes de aceitar a eleição como um processo normal e resolutivo por si só. As tentativas de agregar uma frente antifascista não foram bem recebidas e não vicejaram, por um lado por um petismo ansioso para retomar o poder, por outro lado pela clássica divergência entre as correntes de esquerda.

O impasse da polarização foi proporcionado por um judiciário golpista, incapaz de agir com a isenção que o momento requeria, em duas resoluções que reafirmaram a possibilidade fascista: primeiro, como parte inerente ao golpe, prender e impedir que uma liderança, absorvida pelas massas populares, pudesse participar da eleição, sem que provas fossem apresentadas de sua culpa. Segundo, e ainda mais grave, não impedir que o capitão misógino, homofóbico, racista, que faz apologia da tortura e da ditadura militar liderasse a horda fascista que saiu do armário, polarizando a preferência popular com o lulismo.

O capitão cometeu excessos de crimes inafiançáveis numa situação democrática. O germe do fascismo precisava dele para fazer crescer e organizar a intolerância, apesar de sua reconhecida incompetência. Tivesse a lei, que deveria proteger a democracia, não tolerado a intolerância do capitão, o antipetismo se agregaria à direita, como sempre aconteceu, e não à extrema-direita como agora. Na democracia o paradoxo de Popper é lei: tolerar a intolerância do fascismo pode acabar com a democracia e a tolerância dela resultante. A intolerância não pode ser tolerada. Entretanto, a intolerância foi regada para se transformar em uma árvore frondosa que pode nos enforcar a todos. Inclusive alguns dos seus regadores. É da natureza do fascismo.

Por outro lado, a decisão de Lula de aceitar a prisão injusta e apelar a leis impossíveis de reverter a situação (houve um golpe parlamentar) resultou num abandono do bordão “eleição sem Lula é fraude” (abandono de difícil compreensão popular) para aceitar a imposição de um candidato forjado por Lula na intenção da transferência de votos. Tivesse Lula não aceitado a prisão e se transformasse em um exilado político, o refrão “eleição sem Lula é fraude” poderia agregar uma frente antifascista que não aceitasse essa eleição plebiscitária como normal e pudéssemos organizar uma resistência democrática para estripar o fascismo organizado entre nós. Isso precisa de tempo e discussão. O açodamento é de interesse da psicologia fascista.

Não quisemos assim. Talvez nem mesmo fosse possível ser assim, dadas às condições na nossa percepção tolerante ao germe do fascismo, e tendemos a aceitar o plebiscito entre o petismo e o fascismo. Talvez a falta de avaliação política (ou ainda talvez a sua impossibilidade no estágio em que nos encontramos) tenha nos obrigado a aceitar essa disputa, agora inevitável. Mas é muito ruim. O resultado se dará por maioria da rejeição, não da opção, entre petismo e fascismo. O vencedor “democrático” não vencerá numa nação dividida. Aceitar que a intolerância dispute no voto pode nos levar a uma aventura de graves consequências: uma dificuldade de governabilidade, se o petismo sair vitorioso; uma noite de trevas, se o fascismo vencer pelo voto.

___________________

desenho: Dino Alves

 

Um comentário em “A ESPADA DE DÂMOCLES SOBRE NÓS

  1. Mon cher,

    Achei ótimo, mas discordo de seu final, sobretudo do penúltimo paragrafo, O

    Exílio será péssimo. Significaria fuga de um homem inocente, preso por injunções

    políticas. Sua fuga permitiria que os centristas de meia tigela, os verdadeiros

    responsáveis por esta situação, vencessem o pleito e afundariam o país nas

    brumas no neocapitalismo. Fariam sorrateiramente a venda do país e não deixariam

    margem para reação. É de fato, uma eleição plebiscitaria, que será vencida pelos

    pregadores das trevas. Mais uma vez, frustam-me um sonho. Espero que nossos

    filhos e netos tenham melhor sorte.

    nacifelias

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s