13 RAZÕES PARA ACREDITAR NA LENDA DA BALEIA AZUL

baleia azul.png

  1. Há vestígios de que houve um jogo numa rede social russa chamado Baleia Azul, mas não há evidências de que os suicídios de jovens naquele país sejam atribuídos a tal jogo. Um boato responsabilizando o provável jogo por suicídios cresceu nas redes sociais em todo o mundo, causando pânico em pais, educadores, psicólogos e psiquiatras.
  1. Várias são as notícias de automutilações em jovens atribuídas ao Baleia Azul, na sua maioria, comprovadamente falsa. Certamente as redes sociais são capazes de transformar boatos em verdades.
  1. Uma série do Netflix chamada “13 reasons why”, relata um caso de suicídio narrado em primeira pessoa pelo suicida (fitas gravadas com as razões do ato) que, segundo especialistas, pode disparar impulsos suicidas em jovens depressivos submetidos ao convencimento da obra de arte.
  1. Não será a primeira vez, nem a última. Uma onda de suicídio na Europa no século XVIII foi atribuída à Goethe pela publicação da sua obra “O Sofrimento do Jovem Werther”. O escritor pediu para que os jovens não seguissem seu personagem de ficção. Diferente de Goethe, o sucesso da série parece estar na associação do suicídio à obra de ficção.
  1. Devíamos nos preocupar com as razões que o boato da Baleia Azul e a série da Netflix atingem tantos jovens com predisposição ao suicídio. Não havendo essa predisposição anunciada por especialistas, o boato da Baleia Azul não se tornaria tão ameaçador, nem a série da Netflix seria notada a partir deste viés.
  1. Uma outra pergunta a ser feita é se a Baleia e as 13 reasons não estão sendo colocadas falsamente como o motivo da taxa de suicídio entre jovens ter aumentado vertiginosamente nesses tempos em que o espaço virtual ocupa mais as nossas mentes do que o espaço real.
  1. Segundo a OMS, o suicídio de jovens já mata mais que HIV e homicídios. E a taxa de suicídio em países de baixa renda é até quatro vezes maior que em países de renda alta. São dados apavorantes.
  1. Temos uma juventude recusando a vida pela falta de perspectiva que o mundo está oferecendo, pelo vazio da solidão numa vida fingida das redes sociais, na distância tomada entre gerações, em famílias que se constituem enquanto tal apenas por seus membros possuírem cópias da mesma chave de casa.
  1. É comum dentro da mesma casa ou num jantar de domingo, pais e filhos terem um relacionamento mais sério com seus smartphones e tablets do que entre eles. E quando uma conversa raramente acontece, preferencialmente se usa as redes sociais no lugar de uma velha e franca palavra falada e escutada, olhos nos olhos.
  1. A construção da individualidade abandonou o SER (tornar-se sujeito) para entronizar o TER (fabricar-se pelo consumo), com consequências trágicas tanto para os jovens que conseguem o que querem (um estúpido atendimento paterno e/ou materno) quanto para os que não conseguem atingir a meta infinita do TER.
  1. Se nada for feito para modificar a nossa realidade, não haverá espaço de vida para os mais sensíveis e os sobreviventes não terão a garantia de melhor saúde mental. A luta pela meritocracia desigual premia a psicopatia.
  1. Não creio no desespero porque podemos mudar essa realidade com pequenas atitudes. Pequenos momentos em que abandonemos o mundo virtual e voltemos nossa atenção para a compreensão de que se fazer adulto é um trabalho difícil. Nossos jovens precisam da ajuda dos pais na travessia pantanosa da adolescência. É necessário acreditar que estamos perdendo o acompanhamento deste ritual de passagem. Cada um tem seu momento e não podemos exigir dos nossos filhos que eles ganhem a corrida louca do TER. A constituição do SER tem a recompensa da felicidade.
  1. Assim teremos inúmeras razões para não sentirmos a ameaça da fita do seriado ou de uma Baleia morta na praia. Podemos assistir com nossos filhos os filmes que eles quiserem ver e num dia de sol podemos ir com eles à praia. E todos juntos vamos desencalhar aquela Baleia para que ela volte a singrar os mares da utopia.

2 comentários em “13 RAZÕES PARA ACREDITAR NA LENDA DA BALEIA AZUL

  1. A baleia azul começou a nadar lá atrás, em 1925, com os primeiros experimentos da televisão, ou talvez, mais atrás ainda, com o cinematógrafo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s