COM A SUSPEIÇÃO DO GOVERNO E DO PARLAMENTO A REFORMA NÃO SE SUSTENTA

corrupcao_no_brasil_latuff-192x250

O Ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, autorizou a abertura de inquérito para investigar 8 ministros do atual e ilegítimo governo, 4 ex-presidentes da República, 29 senadores e 42 deputados federais, além de 4 governadores. Pressupõe-se que, o Ministro do STF viu indícios de crimes cometidos por suas excelências nas delações dos executivos prisioneiros de uma grande empreiteira. Que têm indícios de crimes sujeitos a investigação para a consolidação das provas. Quer dizer, meio caminho para a consumação do delito.

Mesmo que concordemos que a chamada operação Lava Jato tenha sido seletiva com as apurações em curso – penalizando um partido em detrimento de outros, mesmo que tenhamos a crítica de que o cárcere privado dos executivos foi uma forma ilegal de obter as confissões, o que saiu do controle foi a amplidão das delações. Podem até pegar o ex-presidente Lula sem um mínimo de provas necessárias, mas não dá pra esconder que o arcabouço dos que conduziram um golpe de estado parlamentar e o núcleo central dos usurpadores do governo está podre. Não se sustenta mais. O próprio presidente em exercício de um ilegítimo mandato foi denunciado e só não pode ser investigado por está amparado ainda nas leis de uma constituição que ele quer destruir.

Qual a legitimidade de uma quadrilha de assaltantes dos cofres públicos tem para desfigurar a constituição, aniquilando direitos trabalhistas adquiridos, congelando os gastos públicos em programas sociais de compensação aos mais necessitados, impossibilitando a aposentadoria da maioria dos brasileiros? Se esperarmos a apuração dos inquéritos, enquanto eles continuam mutilando a constituição para agradar ao capital, teremos uma reforma neoliberal feita por ladrões, que também nos roubarão direitos conquistados a duras penas em lutas trabalhistas que levaram mais de três ou quatro gerações para conquistá-las.

O que agora se apresenta é espantoso: a mesma mídia que é obrigada a noticiar o escândalo, por ser impossível escondê-lo, grita para que a reforma tenha continuidade galopante. A mídia golpista e parcial clama pela reforma neoliberal, mas os executores de tal reforma são os suspeitos de serem os ladrões do dinheiro público que contribuiu para a crise, crise que é a desculpa da reforma. Não é surreal?

É preciso deter as reformas desse governo e parlamento suspeitos. Ou eleições gerais ou o caos. A continuidade das reformas propostas por um governo e um parlamento enlameados na suspeita de corrupção avassaladora será absurda. Se condenados, a reforma terá validade? Porque os autores dessa reforma podem serem presos no futuro. Teremos nossa vida arruinada por bandidos? Surreal.

O esqueleto governista e parlamentar das reformas neoliberais está podre. Não se sustenta mais em pé.

________________

desenho: Latuff

 

 

 

Um comentário em “COM A SUSPEIÇÃO DO GOVERNO E DO PARLAMENTO A REFORMA NÃO SE SUSTENTA

  1. Mais surreal ainda e´a posição do STF, anódino, sonolento, fingiu q não viu nada… não é com ele, andou solenemente pro ocorrido… E vem cá, nenhum juiz vai preso não?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s