COLÔNIA JULIANO MOREIRA: A MILÍCIA, NA SUA PERVERSÃO PERMITIDA, TOMOU O ESPAÇO DA LOUCURA

  “Primeiro a loucura foi amordaçada e isolada numa natureza exuberante. Agora, com a loucura liberta, a natureza foi massacrada pela arquitetura da destruição miliciana que toma o espaço da loucura. Contradições em dois tempos. Aqui conto umas estorinhas das quais fui testemunha“ Quando comecei a trabalhar na Colônia Juliano Moreira na década de 70, […]

A BARBÁRIE QUE SE ANUNCIA

  Domingo, meio dia, nas proximidades da Lagoa Rodrigo de Freitas, região privilegiada do Rio de Janeiro, um carro parado em um sinal é atacado por um morador de rua, conhecido na região. O motorista e sua acompanhante são brutalmente esfaqueados. O rapaz ainda sai do carro, mas cai moribundo, a moça corre e seus […]

A VINGANÇA DE DA COSTA E SILVA

DA COSTA E SILVA foi um poeta brasileiro simbolista (Amarante 1885 – Rio de Janeiro 1950). Um dos maiores poetas piauienses. Alguns críticos o comparam a Cruz e Souza até em maior importância. Foi funcionário da Republica e quis ingressar na carreira diplomática. “Nos tempos do barão do Rio Branco não havia concurso para ingressar […]

O PAÍS DOS IMBECIS

Os jornais da Globo tornaram-se porta-vozes e narradores de um país que perdeu o senso, a vergonha e se tornou uma nação onde os imbecis gorjeiam sandices elevadas à condição de discurso hegemônico. E naturalizado por uma horda patética de aceitação sem nenhum questionamento do que é dito. A notícia de que Flávio Bolsonaro conseguiu […]

TENTAR ENCURTAR O TEMPO PARA A POPULAÇÃO ADORMECIDA ACORDAR

  A mídia oficial, cada vez mais com seus “jornalistas” assumindo um papel de verdadeiros porta-vozes dos donos do poder econômico, elogiou a folga obtida pela Câmara dos Deputados na votação favorável à “Reforma da Previdência”, o esforço e competência de articulação de Rodrigo Maia e comemorou a humilhante derrota da oposição. Nenhuma linha sobre […]

OLHOS QUE CONDENAM

Encarei, madrugada adentro, a decisão de assistir numa paulada só os quatro episódios de OLHOS QUE CONDENAM, documentário de Ava DuVernay, totalizando quase cinco horas de exibição. Essa decisão extemporânea aconteceu por dois motivos: não tolero seriados (já vão longe os seriados da vesperal de cinema onde o mocinho só se salvava no próximo domingo. […]