AS REDES SOCIAIS E SUA REALIDADE VIRTUAL NÃO IMPEDEM A MATERIALIDADE REAL DO FASCISMO

O neoliberalismo caminha para desprezar a democracia. Não está nos planos da acumulação rentista qualquer discussão de sua necessidade de destruição da propriedade produtiva nacional, de eliminar qualquer direito do escravo moderno, da desregulamentação de quaisquer mecanismos de proteção social. A crueza dessa etapa da barbárie capitalista transforma os estados nacionais em lacaios do capital […]

UM CADÁVER NECESSÁRIO

                                “A gente lia sobre o nazismo e pensava: quem apoiou um crime horrendo como esse? E a gente viveu para saber quem entre nós teria apoiado.” (Milly Lacombe no twitter)   Muito cedo, numa manhã fria, o Rio é acordado com o trânsito parado. O sequestro de um ônibus está sendo transmitido ao vivo […]

COLÔNIA JULIANO MOREIRA: A MILÍCIA, NA SUA PERVERSÃO PERMITIDA, TOMOU O ESPAÇO DA LOUCURA

  “Primeiro a loucura foi amordaçada e isolada numa natureza exuberante. Agora, com a loucura liberta, a natureza foi massacrada pela arquitetura da destruição miliciana que toma o espaço da loucura. Contradições em dois tempos. Aqui conto umas estorinhas das quais fui testemunha“ Quando comecei a trabalhar na Colônia Juliano Moreira na década de 70, […]

A BARBÁRIE QUE SE ANUNCIA

  Domingo, meio dia, nas proximidades da Lagoa Rodrigo de Freitas, região privilegiada do Rio de Janeiro, um carro parado em um sinal é atacado por um morador de rua, conhecido na região. O motorista e sua acompanhante são brutalmente esfaqueados. O rapaz ainda sai do carro, mas cai moribundo, a moça corre e seus […]

A VINGANÇA DE DA COSTA E SILVA

DA COSTA E SILVA foi um poeta brasileiro simbolista (Amarante 1885 – Rio de Janeiro 1950). Um dos maiores poetas piauienses. Alguns críticos o comparam a Cruz e Souza até em maior importância. Foi funcionário da Republica e quis ingressar na carreira diplomática. “Nos tempos do barão do Rio Branco não havia concurso para ingressar […]

O PAÍS DOS IMBECIS

Os jornais da Globo tornaram-se porta-vozes e narradores de um país que perdeu o senso, a vergonha e se tornou uma nação onde os imbecis gorjeiam sandices elevadas à condição de discurso hegemônico. E naturalizado por uma horda patética de aceitação sem nenhum questionamento do que é dito. A notícia de que Flávio Bolsonaro conseguiu […]